Filhote teimoso? Entenda o papel de um adestrador de cães


Adestramento para cães envolve a análise e o conjunto de técnicas designadas para reger o comportamento de um cão em situações específicas. Isso acaba por amenizar seus comportamentos impulsivos, como ladrar aleatoriamente ou cavar buracos no solo.

Dessa forma, a mascote torna-se, não apenas, mais gerenciável, como fortalece o vínculo com o seu dono. Para atingir essa meta, existem dois tipos de condicionamento elaborados para o cachorro: a clássica e a operante.

O condicionamento clássico ou pavloviano por conta de seu criador Ivan Pavlov, usa dois estímulos simultâneos: um neutro e o outro positivo.

No experimento original, o positivo era um prato de ração e o neutro era o som de uma sineta usada para invocar o cão. A princípio, o som do sino era ignorado pelo cão, visto que ele não poderia saber a mensagem implícita do som.

Em seguida, enquanto o cachorro comia o prato de ração, o pesquisador permanecia badalando a sineta. Após algumas repetições, o cachorro aprendeu a associar o badalar do sino com a ração.

Agora, independente de haver ração esperando-o ou não, o animal sempre responderá ao toque do sino.O condicionamento operante utiliza de um estímulo, positivo ou negativo, para cada ação realizada pelo cão.

Esse sistema é mais simples, usando de um sistema de recompensa e castigo. Um exemplo seria, ao ensiná-lo a defecar apenas no jornal, dar-lhe um agrado caso ele faça o estipulado, algo como um petisco.

Caso contrário, usa-se um castigo positivo, cuja função não é simplesmente ferir ou humilhar o animal, mas apenas torná-lo ciente das consequências. Algo como comer o agrado na frente dele ou uma borrifada d’água no focinho.

Exemplos de como se adestrar um cachorro

Cada raça de cachorro possui tendências a certos tipos de temperamentos e comportamentos. Isso acaba tornando mais complexas as tentativas de adestramento, especialmente se ele já não for mais um filhote.

Um bom ponto referencial seria analisar o processo de uma creche canina daycare, uma vez que os cães são animais comuns nos lares brasileiros e reconhecidamente amistosa para com os seres humanos.

Os labradores, especialmente o labrador filhote, são animais bem dinâmicos e energéticos, logo é importante que eles pratiquem bastantes exercícios físicos, para que não percam o vigor.

Atividades como longas caminhadas e a natação são bem recomendados para esse fim. É importante também esclarecer que os membros dessa raça costumam a se tornar glutões.

Com isso em mente, é importante estabelecer uma dieta bem regrada, de tal forma evadindo o risco do cachorro desenvolver obesidade.

O labrador é uma ótima escolha de mascote, sua companhia sendo capaz de gerar efeitos terápicos em seu dono.

No entanto, para aqueles com gostos diferentes, é interessante analisar o adestramento de cachorro hiperativo.

Várias raças de cães tendem a ser hiperativos, tais quais as raças Beagle, Maltês, Buldogue, Bulterrier e várias outras. O comportamento hiperativo é caracterizado pela agressividade e a falta de foco.

Longas sessões de latido, caçar a própria cauda, mobília destruída, jardins esburacados são indícios desse comportamento.

De acordo com o site Natural Dogs Remedies, as causas mais prováveis dessa anomalia são o excesso de açúcar e aditivos químicos na alimentação canina; falta de exercícios ou a presença de alguma outra maleza como diabetes ou verminoses.

Assim como no adestramento de cachorro labrador, o adestramento de cachorro hiperativo tem forte ênfase na prática de exercícios físicos. Práticas como a natação, caminhadas e brincar de bola ajudam a canalizar a energia desmedida do animal.

O uso de comandos e uma rotina diária também ajudam a estabelecer uma ordem de raciocínio, apassivando-o.

Os donos devem permanecer atentos à alimentação e ao estado fisiológico da mascote, uma vez que estas impedirão que o animal siga qualquer comando.

Existem locais específicos para atender às necessidades do cachorro

Para os donos que se consideram inexperientes ou sem tempo, é recomendado que se visite uma creche canina com adestrador.

Estes são lugares onde seu animal de estimação terá o apoio de adestradores profissionais garantido, além de permitir que seu cão socialize com os outros animais.

As creches normalmente disponibilizam serviços de treinamento para cachorro, natação, fisioterapia, monitoramento de peso e algumas atividades específicas de cada localidade. Existe uma taxa mensal, cujo preço varia de acordo com o local.

Mesmo que o dono de um cachorro veja a creche canina com adestrador como a solução final de seus problemas, é crucial que não ocorra o abandono do animal nesses estabelecimentos.

Os donos devem obter conselhos dos adestradores e monitores para que eles mesmos possam fortalecer o vínculo com seu animal de estimação.