A importância da atividade física para o seu cachorro


Os seres humanos sempre recebem orientações de que a prática de exercício físico é extremamente benéfica para se ter mais saúde e disposição.

Da mesma forma, fazer atividades físicas também contribui para o desenvolvimento de hábitos mais saudáveis para os pets, seja uma simples caminhada ou um bom tempo dedicado à brincadeiras, pois tudo isso contribui para que o animal tenha mais saúde física e mental.

Um corpo que não se movimenta possui grandes chances de desenvolver problemas de saúde, e isso se aplica tanto para seres humanos quanto para animais de forma geral.

Quando está em movimento, o nosso organismo é estimulado a produzir uma série de hormônios  que podem trazer diversos benefícios para saúde, promovendo importantes mudanças  no metabolismo.

O sedentarismo nos animais pode acarretar diversos problemas para ele. A obesidade é um desses principais problemas, pois como não se exercita, a energia extra adquirida na alimentação vira calorias e gordura.

É muito importante que os pets movimentem seu corpo para garantir o correto desenvolvimento.

Muitos donos não tem disponibilidade diária para passear com seus animais, mas para resolver essa questão, hoje, o dono do animal pode contar com o serviço de dog walker,  profissionais que levam os cachorros para passear conforme a necessidade.

A prática de atividade física pode trazer diversos benefícios, tais como:

  • Aumenta a disposição;
  • Melhora o condicionamento físico;
  • Fortalece o organismo;
  • Previne doenças;
  • Melhora o humor;
  • Fortalece articulações, músculos e ossos;
  • Auxiliam na digestão dos alimentos.

Sendo assim, para proporcionar mais qualidade de vida e longevidade ao seu animal, é importante estimular e proporcionar a prática de exercícios.

Como praticar atividas físicas com cachorros

Os passeios e práticas de atividade fisica com os cachorros devem ser feitas quando o clima está mais fresco, ou seja, no verão é indicado que elas ocorram no começo da manhã ou no fim da tarde, evitando assim níveis de exaustão.

Alguns cachorros precisam fazer exercícios com baixo impacto, como cães que possuem displasia coxofemoral ou de cotovelos.

Os animais de raça de grande porte também devem começar a praticar exercícios apenas após os oito meses de idade, pois antes desse período as articulações estão sendo desenvolvidas.

Nessa fase, são recomendadas apenas atividades como caminhadas leves e brincadeiras. Após as refeições, é importante dar um intervalo antes de praticar alguma atividade fisica, pois pode comprometer a digestão e fazer com que o animal passe mal.

Os cachorros que não gastam a sua energia passeando ou praticando atividades físicas acabam tendo mais chances de apresentar problemas de comportamento, seja para poder chamar a atenção ou para efetivamente gastarem essa energia acumulada.

Dessa forma, eles começam a não cumprir as regras de onde fazer as necessidades, por exemplo, ou começam a destruir as coisas.

Além disso, o sedentarismo aumenta as chances de depressão, estresse, ansiedade e outros problemas emocionais.

Os melhores locais para se praticar corrida com os animais de estimação são aqueles que possuem superfície com areia, porque o cimento pode machucar as patas do seu companheiro.

O ideal é que o passeio dure entre vinte minutos e uma hora por dia.  Brincar de jogar objetos para que o animal o pegue e traga de volta é uma boa opção para exercitar o bichinho também, principalmente aqueles que são mais hiperativos.

O cabo de guerra é uma ótima opção nesses casos. Uma  boa recomendação, mas que já não é tão acessível para todos, é a prática de natação com os animais.

Como saber que o pet precisa se exercitar

Os animais possuem a sua própria maneira de transmitir sentimentos e emoções, e precisamos sempre estar atentos para compreender o que eles querem dizer com cada atitude.

Quando os cães latem de forma espaçada, por exemplo, ele chama a atenção para algo que está deixando ele confuso e ansioso.

O rabo balançando constantemente também pode indicar agitação. Muitos cães chamam os seus donos para passear cutucando eles com o focinho.

Já outros latem para a coleira e há aqueles que, inclusive, conseguem pegá-la e levar até o dono, indicando assim a necessidade.

Cada pessoa conhece o comportamento do seu animal e, por isso, em casos de mudanças de comportamento, deve ficar atenta ao sinal que ele quer transmitir.

De qualquer maneira, em caso de dúvidas ou alteração comportamental, é sempre importante consultar um veterinário para fazer um check up da saúde do animal e também indicar qual o tipo de exercício físico é o mais indicado para ele.