Dicas para a alimentação do seu pet


A comida de cachorro correta tem o poder de auxiliar o pet para ter uma vida mais saudável, bem como uma vida longa. A comida do animal precisa ser balanceada e conter nutrientes e vitaminas para o organismo.

Muitos donos de cachorro optam por dar alimentos naturais, deixando a ração que é fabricada de forma industrializada fora do cardápio do pet.

A ração de cachorro fabricada na indústria por um profissional de veterinária especializado em nutrição animal, é feita para cobrir as necessidades que o organismo do canino apresenta. Mas atente-se, pois assim como qualquer produto, há o de boa qualidade e o de má qualidade.

No mercado brasileiro existem quatro tipos de rações principais de qualidade, e são elas:

  • Ração econômica;
  • Ração Standard;
  • Ração Premium;
  • Ração Super Premium.

As rações tipo econômica ou ração comum, são produtos com qualidade baixa nutricional, mas é muito aderida nas lojas devido ao seu baixo valor.

Os componentes desse tipo de ração são de origem vegetal, entretanto, esse tipo de componente não é bom para a saude canina, pois essa ração fica aquém se comparada as existentes no mercado.

A ração tipo standard tem um preço bom e acessível, por isso, elas são as mais vendidas no Brasil. Ela é classificada como ração tipo intermediária dentro dos termos nutricionais. Possui componentes de origem animal, como farinha de carne e gordura animal.

A ração premium é uma excelente opção ao relacionar custo e qualidade. Essa ração é classificada como de primeira qualidade e seus componentes são de origem animal, auxiliando assim num melhor processo de digestão.

A ração melhor do mercado é a denominada super premium, pois essa possui qualidade nutricional. Elas são fabricadas com carne de ovino, frango, bovino, entre outros componentes, contendo assim um ótimo valor proteico para os organismos.

A digestibilidade é ótima e a quantidade de fezes se reduz. Essa linha tem rações terapêuticas, ideal para cachorros que tenham doenças crônicas, como renais, endócrinas e entre outras, e, também, para cães idosos.

Saiba mais sobre alimentação natural para cães

A alimentação natural para cães feita de forma certa, não faz mal ao pet, mas antes de aderi-la é necessário consultar um veterinário para verificar se o animal não apresenta nenhum problema de saúde ou restrição alimentar como, por exemplo, alergia a proteína animal.

Por isso, é necessário saber e conhecer quais alimentos o cachorro pode ou não comer e, também, manter refeições diárias e equilibrada, substituindo esses nutrientes.

Mas esse tipo de alimentação precisa ser implementado de maneira gradativa, ou seja, intercalando a ração com a nova alimentação, assim, o organismo vai se acostumando.

As comidas cruas podem apresentar algum tipo de bactéria e prejudicar a saúde do cachorro, por isso, o ideal é sempre cozinhar bem os alimentos para evitar possíveis problemas de saúde.

Comida com ossos pode apresentar um sério risco. Ao roer o osso pode acontecer do cão engolir um pedaço ou até uma pequena lasca e causar lesões internas, podendo levar o cachorro a óbito. A alimentação natural precisa ser dada com produtos de qualidade e 100% seguros para saúde do pet.

Pequenas quantidades de alho não traz perigo ao animal, no entanto, a cebola tem substâncias perigosas e não deve ser servida aos pets, assim, como o sal. Prefira sempre o sabor natural dos alimentos e, em caso de dúvida, consulte um profissional especializado.

Saiba mais sobre a ração para gatos

A ração para gato ideal é aquela que precisa ter carne como o ingrediente principal e são incorporadas secas ou desidratadas. São comumente feitas de: carne de consumo humano no processo de desidratação ou dessecação; carne desidratada ou dessecação, mas sem ser própria ao consumo humano; carne fresca e farinha.

A ração menos benéfica é aquela que contém farinha, porque sofrem dois processamentos e, ainda, conter substitutos de carne que podem prejudicar o bichano.

Um fator que deve ser levado em consideração é saber que a marca da ração influencia na qualidade dela, então, pode-se qualificá-las em alta, baixa e média qualidade.

As rações de qualidade baixa e média são encontradas em supermercados. Já as consideradas de alta qualidade ou holísticas são encontradas em clínicas veterinárias ou lojas especializadas.

Para compreender melhor as possíveis variações em cada alimentação, recomenda-se o contato com profissionais experientes, evitando assim qualquer contratempo no cuidado para com o animal.